Retomamos ao quarto artigo da série de 7 artigos contendo dicas sobre fechamento de arquivo. Hoje veremos a importância da resolução das imagens para a impressão de seus arquivos, quando esta é considerada alta ou baixa e também veremos como tomar cuidado para não reduzi-la ao manipular imagens.

Se você não está muito familiarizado em trabalhar com impressão, pensar em resolução pode ser algo complexo. Mas não é. Existem algumas regrinhas simples, que se forem seguidas, irão garantir a qualidade de sua impressão. Logo abaixo, entenderemos como funcionam estas regras…

A resolução ideal:

Antes de mais nada, precisamos ter em mente que existem níveis aceitáveis de resoluções para que uma arte seja impresso em uma gráfica online. Portanto, devemos adotar que a resolução ideal para a imagem final em uma impressão é de 300dpi (300 dots per inch, ou seja, pontos por polegada). Caso você queira muito trabalhar com uma imagem abaixo de 300dpi, é possível, desde que ela não tenha menos de 200dpi. Quanto mais próximo ela chegar de 200dpi, mais ela ficará serrilhada e desfocada, prejudicando assim, sua impressão.

exemplo de resolução

Cuidado, não existe uma forma de aumentar os dpi de uma imagem. Por mais que você ache alguma ferramenta que faça isso, não confie. Pois a gráfica consegue analisar fielmente os dpi da imagem e irá lhe alertar que a imagem está em baixa resolução. A única forma de aumentar os dpi de uma imagem, é reduzindo sua dimensão proporcionalmente. E o inverso também acontece, se você expandir uma imagem (ou seja, aumentar sua dimensão), seus dpi irão reduzir.

Muitos clientes costumam obter imagens em alta resolução, mas decidem aumentar sua dimensão para que esta imagem se adapte melhor ao formato do impresso. E isso costuma causar muita confusão nas gráficas, exatamente por reduzir a resolução de uma imagem ao aumenta-la.